Prefeitura Municipal de Contagem
   

Moradores da Regional Sede opinam sobre novo sistema de transporte

Eles participaram da primeira das oito audiências públicas que serão promovidas antes da licitação

Ricardo Lima

A população teve a primeira oportunidade para se manifestar sobre o novo modelo de transporte coletivo

Renovação da frota, cumprimento dos horários, retorno dos cobradores, criação de linhas que atendam vilas e favelas e a melhoria na integração com o metrô. Essas foram algumas sugestões apresentadas por moradores da Regional Sede, na noite desta segunda-feira (12), na primeira das oito audiências públicas que serão promovidas pela Prefeitura de Contagem, por meio da Autarquia de Trânsito e Transportes (Transcon), antes da abertura da licitação do transporte público.

A proposta é criar o Sistema Integrado de Mobilidade (SIM), em duas etapas. A primeira consiste na reestruturação do sistema de transporte atual, com a melhoria dos ônibus, diminuição do tempo de viagens, cumprimento dos horários, entre outras ações. A segunda trata da mudança de todo o sistema viário, com pistas exclusivas, estações de transbordo e instalação do Transporte Rápido por Ônibus (BRT) nas principais vias.

A expectativa é a de que o edital de licitação seja lançado em setembro e os novos ônibus entrem em operação no primeiro semestre de 2018. Além de audiências públicas nas oito regionais, propostas e reclamações recebidas pela Transcon nos últimos anos serão avaliadas na criação do SIM.

before

As opiniões dos moradores foram coletadas pela equipe da administração municipal

Definições

Mais de cem pessoas estavam presentes na noite de segunda no Espaço Bem Viver (EBV) Mário Covas, entre elas Geraldo Antônio de Paula, da Associação dos Usuários do Transporte Coletivo de Contagem (AUTC). “O atual sistema de transporte é cruel. Precisamos de uma definição clara de como o novo será feito. Temos que resolver as questões sobre a primeira etapa agora. O que foi dito para a segunda pode ser debatido posteriormente”, opinou.

Antônio Campos é presidente da Associação Comunitária do Bairro Bernardo Monteiro. Ele apontou os problemas enfrentados pela população, como o sucateamento da frota e a falta de acessibilidade nos veículos. “Hoje perdemos muito tempo com os motoristas fazendo a função de cobrador. Além disso, os ônibus são muito antigos e a manutenção é ruim”, criticou.

Os problemas destacados pela comunidade estão sendo coletados pela Transcon. “Esse é o momento para que a população, especialmente o usuário do transporte coletivo, nos traga informações pertinentes e a experiência diária para que possamos ajustar o transporte coletivo da cidade, com mais segurança, conforto, eficiência e pontualidade”, ressalta Gustavo Gome Peixoto, presidente da Autarquia.

Também estavam presentes na audiência pública o vice-presidente da Transcon, Cláudio Souza, o administrador Regional Sede, Wellerson Moraes, e o presidente da Câmara Municipal, Vereador Daniel Carvalho. A próxima será no dia 20, às 19h, na Regional Eldorado.

   

REPÓRTER: Daniel Paiva   FOTO CRÉDITO: Ricardo Lima   

PUBLICAÇÃO: 13/06/2017 15:30:28

Audiência Pública de Transporte Coletivo - Regional Sede